Destaques



Carregamos nossos fardos

Aquele irmão barulhento… desajeitado, atrapalhado, irritado que se aproxima… “é um homem que carrega seus fardos.”

Leia mais

O Amor quer ser amado!

É Deus quem escolhe o jeito que Ele quer ser amado por nós. Na vida dos santos é interessante perceber a ação de Deus, é o Senhor que acentua em cada carisma aquele traço peculiar da missão pessoal…

Leia mais

Evangelho do Domingo: O hábito nupcial da caridade.

Todos nós somos convidados a ser comensais do Senhor, a entrar com a fé no seu banquete, mas devemos vestir e guardar o hábito nupcial, a caridade, viver um profundo amor a Deus e ao próximo…

Leia mais

“Ai de mim se não anuncio o Evangelho!”

Guiar os homens e as mulheres do nosso tempo a Jesus, ao encontro com Ele, é uma urgência em todas as regiões do mundo, de antiga e de recente evangelização…

Leia mais

Agenda

Hover Image

20 a 22/outubro

Retiro Ser Discípulo

Hover Image

23 de outubro

Tarde de Oração no Dia Votivo a São Pio

Hover Image

22 a 27/novembro

III Módulo da Escola de Formação



Últimos Posts

O Amor quer ser amado!

É Deus quem escolhe o jeito que Ele quer ser amado por nós. Hoje trazemos o exemplo de duas grandes santas da Igreja Católica que foram presenteadas por Deus com carismas específicos para amá-Lo e servi-Lo: Santa Margarida Maria Alacoque e Santa Edviges. (mais…)

Published: 16/10/2017

Evangelho do Domingo: O hábito nupcial da caridade.

Neste  Evangelho Jesus fala-nos da resposta que é dada ao convite de Deus — representado por um rei — a participar neste seu banquete (cf. Mt 22, 1-14). Os convidados são muitos, mas algo de inesperado se verifica: recusam-se a participar da festa, têm outras coisas a fazer; aliás, alguns mostram desprezo pelo convite. Deus é generoso para conosco, oferece-nos a sua amizade, os seus dons, a sua alegria, mas muitas vezes nós não aceitamos as suas palavras, mostramos mais interesse por outras coisas, pomos no primeiro lugar as nossas preocupações materiais, os nossos interesses. O convite do rei encontra inclusive reações hostis, agressivas. (mais…)

Published: 13/10/2017

“Ai de mim se não anuncio o Evangelho!”

Como a samaritana no poço

Deixemo-nos iluminar por uma página do Evangelho: o encontro de Jesus com a mulher samaritana (cf. Jo 4, 5-42). Não há homem nem mulher que, na sua vida, não se encontre, como a mulher da Samaria, ao lado de um poço com uma ânfora vazia, na esperança de encontrar que seja satisfeito o desejo mais profundo do coração, o único que pode dar significado pleno à existência. Hoje são muitos os poços que se oferecem à sede do homem, mas é preciso discernir para evitar águas poluídas. É urgente orientar bem a busca, para não ser vítima de desilusões, que podem arruinar. (mais…)

Published: 13/10/2017