Destaques



A prática do Jejum

O jejum representa uma prática ascética importante, uma arma espiritual para lutar contra qualquer eventual apego desordenado a nós mesmos…

Leia mais

Evangelho de Domingo: As tentações de Jesus e a conversão para o Reino dos Céus

Estamos no Tempo litúrgico da Quaresma, que nos prepara para a celebração da Santa Páscoa…

Leia mais

Por que motivo Jesus foi condenado à morte?

Jesus morreu pelos nossos pecados. E, o que é mais profundo, morreu por nós, morreu porque Deus nos ama; e nos ama a ponto de dar o seu Filho unigênito, a fim de que tenhamos a vida por meio dele…

Leia mais

O poder está em Deus

O poder está em Deus não nos homens, o homem recebe os dons para melhor servir a Deus e realizar bem a missão que recebeu. Quando pensamos que o poder está em nós, que os dons que temos são por nossos méritos, mediocrizamos o sagrado.

Leia mais

A graça de Deus está em ação

“Converter-se”, um convite que vamos ouvir muitas vezes na Quaresma, significa seguir Jesus de modo que o seu Evangelho seja guia concreta da vida, significa reconhecer que somos criaturas, que dependemos de Deus, do seu amor…

Leia mais

Agenda

Hover Image

22 a 25/fevereiro

Simpósio para Novas Fundações

Hover Image

23 de fevereiro

Tarde de Oração no Dia Votivo a São Pio

Hover Image

3 a 5/março

Tríduo de Adoração



Últimos Posts

Por que motivo Jesus foi condenado à morte?

A primeira estação da Via-sacra nos convida a meditar sobre a condenação de Jesus a morte. O Evangelho narra: “Quando viram Jesus, os sumos sacerdotes e os guardas começaram a gritar: “Crucifica-o! Crucifica-o!” Pilatos respondeu: “Levai-o vós mesmos para o crucificar, pois eu não encontro nele crime algum”. Os judeus responderam: “Nós temos uma Lei, e, segundo essa Lei, ele deve morrer, porque se fez Filho de Deus”… Por causa disto, Pilatos procurava soltar Jesus. Mas os judeus gritavam: “Se soltas este homem, não és amigo de César. Todo aquele que se faz rei, declara-se contra César”… Então Pilatos entregou Jesus para ser crucificado, e eles o levaram”. (João 19,6-7.12.16). (mais…)

Published: 16/02/2018

O poder está em Deus

O poder está em Deus não nos homens, o homem recebe os dons para melhor servir a Deus e realizar bem a missão que recebeu. Quando pensamos que o poder está em nós, que os dons que temos são por nossos méritos, mediocrizamos o sagrado.
(mais…)

Published: 14/02/2018

A graça de Deus está em ação

“Converter-se”, um convite que vamos ouvir muitas vezes na Quaresma, significa seguir Jesus de modo que o seu Evangelho seja guia concreta da vida; quer dizer deixar que Deus nos transforme, deixar de pensar que nós somos os únicos construtores da nossa existência; significa reconhecer que somos criaturas, que dependemos de Deus, do seu amor, e que só “perdendo” a nossa vida nele podemos ganhá-la. Isto exige que façamos as nossas escolhas à luz da Palavra de Deus. Hoje não podemos continuar a ser cristãos como uma simples consequência do fato de vivermos numa sociedade que tem raízes cristãs: até quem nasce de uma família cristã e é educado religiosamente deve, todos os dias, renovar a escolha de ser cristão, ou seja, reservar a Deus o primeiro lugar, diante das tentações que uma cultura secularizada lhe propõe continuamente, diante do juízo crítico de muitos contemporâneos. (mais…)

Published: 12/02/2018