Destaques



Onde começa a vida fraterna?

A vida fraterna começa quando recebemos o Batismo e a vida cristã, ali o mandamento novo começa a fazer parte de nossa vida: “Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros como eu vos amo” (Jo 15,12).

Leia mais

Ele falou de perdão

Cristo ensinou-nos a perdoar. Muitas vezes e de vários modos Ele falou de perdão. Quando Pedro Lhe perguntou quantas vezes devia perdoar ao seu próximo, “Até sete vezes?”, Jesus respondeu que devia perdoar “setenta vezes sete” …

Leia mais

Farol

Uma noite de experiência com Deus, música, adoração, animação e mais para Jovens!

Leia mais

Nossa Senhora das Dores

No dia 15 de setembro, celebramos a Virgem Maria, com um dos títulos que ela recebeu pelas 7 dores que sofreu em alguns momentos, como na Paixão de Cristo. Convidamos você a conhecer a história de Nossa Senhora das Dores…

Leia mais

Retiro Ser Discípulo

Inscrições abertas!!!

Leia mais

Agenda

Hover Image

23 de setembro

Tarde de Oração no Dia de São Pio

Hover Image

23 de setembro

Farol - Encontro para Jovens

Hover Image

30/set, 1 e 2/out

Tríduo de Adoração



Últimos Posts

A salvação é fruto da misericórdia divina

Jesus é a misericórdia de Deus feita carne, uma misericórdia que Ele exprimiu, realizou e comunicou em todos os momentos da sua vida terrena. O Evangelho é verdadeiramente o Evangelho da misericórdia, porque Jesus é a Misericórdia. (mais…)

Published: 07/04/2016 | Comments: 0

Quem é Jesus?

Quem é Jesus? Omissão, preguiça, orgulho, vaidades, autossuficiência, etc; afastam o ser humano da verdadeira resposta. Jesus insiste: E para ti, quem eu sou? Ele mesmo responde com sua entrega na Cruz: “Eu Sou aquele que dá a vida por ti”. (mais…)

Published: 06/04/2016 | Comments: 0

Quarta obra de Misericórdia Corporal: Acolher os Peregrinos

“Senhor… quando foi que te vimos peregrino e te acolhemos…?” (Mt 25,38). Ao que o Senhor responde: “Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que fizestes isto a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim mesmo que o fizestes” (Mt 25,40). Não podemos escapar às palavras do Senhor, com base nas quais seremos julgados, em cada um destes “mais pequeninos”, está presente o próprio Cristo. A sua carne torna-se de novo visível como corpo martirizado, chagado, flagelado, desnutrido, em fuga … a fim de ser reconhecido, tocado e assistido cuidadosamente por nós. Não esqueçamos as palavras de São João da Cruz: “Ao entardecer desta vida, examinar-nos-ão no amor ”. (mais…)

Published: 06/04/2016 | Comments: 0