Volte para Deus agora!

“Quisestes apartar-vos de Deus; ponde agora dez vezes mais de zelo em procurá-lo” (Br 4,28).

O momento presente é o mais importante de sua existência, o seu ‘agora’ pode determinar o resto dos seus dias por isso, Deus lhe convida a dar a Ele toda a atenção agora.

“Se te deixas abater no dia da adversidade, minguada é a tua força”. (Prov 24,10)

Santo Agostinho de Hipona é uma exemplo de santo que aproveitou seu “agora”, trata-se de uma longa caminhada e luta em busca da transformação do coração. No mês de agosto de 386, meditando no jardim, o santo ouve uma voz de criança que diz “Tolle et lege” (Toma e lê) e tomando as Cartas de São Paulo lê: “Não é nos prazeres da vida, mas em seguir a Cristo que se encontra a felicidade”.(Rm 13,14) As dúvidas se dissipam e é neste momento que culmina todo o processo de sua conversão. Encontrando Deus no seu coração achou a felicidade, a paz e a verdade que procurava. No ano seguinte, na Vigília da Páscoa é batizado.

Que significa o AGORA  de toda a minha existência? Significa que  minha resposta é urgente, meu sim, meu faça-se deve ser agora. De Deus não se zomba, não se pode dirigir-se a Deus com disfarces;  a santidade de Deus exige uma resposta  transparente e sincera, Jesus não morreu por mim de brincadeira, Ele veio restaurar minha amizade com Deus em Verdade.

Escuta nosso convite de hoje: Volta irmão de onde você estiver! As vezes estamos perdidos, cansados, emburrados, amedrontados, não importa onde estamos é hora de voltar para Deus pois ele ressuscitou para continuar a estar conosco matando a nossa fome e nos trazer a a esperança da vida eterna.

Quando finalmente Agostinho deixou-se amar e envolver pelo ‘agora ‘ divino exclamou com toda a verdade:

“Tarde te amei, ó beleza tão antiga e tão nova, tarde te amei! Eis que estavas dentro e eu fora. Estavas comigo e não eu contigo. Exalaste perfume e respirei. Agora anelo por ti. Provei-te, e tenho fome e sede. Tocaste-me e ardi por tua paz.”