Tomei uma decisão

Você já tomou uma decisão bem decidida em relação a sua vocação?

A decisão vocacional envolve o ser inteiro da pessoa: a vida interior, social, material e espiritual. Seguir um chamado de Deus exige um ‘sim’ diário que deve ser constante e fiel.

A decisão exige escolha

Decidir, quando se trata de vocação é sinônimo de escolher. A escolha de um carisma requer que se renuncie a todos os outros carismas que existem, da mesma forma que, escolher um marido ou morar em uma cidade exige que se abdique de outros, por isso, escolher pertencer a um carisma não é de forma alguma uma escolha de pouca importância. Quando Deus fala a um carisma está falando diretamente a seus membros, as promessa de Deus a um carisma um dia se cumprirão. Mesmo que eu decida ser infiel ao meu carisma o Senhor permanecerá fiel e cumprirá suas promessas.

Você é o corpo de seu carisma

O carisma precisa do corpo comunitário, pois é através do corpo comunitário que o carisma se dá a conhecer e manifesta o amor de Deus para com seu povo. Caso o carisma fique sem corpo, digamos que todos o abandonem, seu mistério não deixará de existir, mas, aquilo que cabia ao corpo fazer não acontecerá. Quem é responsável por esta desgraça? Quem abandonou seu carisma torna-se responsável por tudo aquilo que deixou de acontecer; será ainda mais grave quando o corpo comunitário se deixa corromper pelo pecado, trata-se de um verdadeiro sacrilégio contra a ação sagrada do carisma na Igreja.

Não ouse pecar, nos diz o Senhor, o pecado é capaz de destruir todo o projeto de Deus para a nossa vida. Quando Deus nos chama não sabemos onde Ele quer nos levar, para saber é preciso perseverar e ir até o fim.