Sou o rosto do meu carisma

O carisma é uma manifestação de Cristo no mundo e na Igreja, trata-se de um dom único e irrepetível que vem do Espírito Santo; ora um dom, uma graça não pode ser apalpado, tocado ou armazenado, então, como alguém pode reconhecer, mesmo que em parte, a presença de Carisma? Como alguém pode ver seu “rosto”?

O Carisma somente pode ser tocado e experimentado através daqueles que formam seu corpo, é o que chamamos de corpo comunitário, são pessoas chamadas por Deus para dar a sua vida naquela vocação específica.

Quando Deus cria um carisma, cria também a pessoa do fundador e todos aqueles que serão seus membros. Por exemplo, o carisma de Santa Teresa de Calcutá era levar amor e luz aos pobres vendo neles o próprio Cristo pobre e sofredor. Através dessa ação podemos ver no rosto das irmãs missionárias da caridade, o carisma que nasceu no coração de Madre Teresa.

Certamente o carisma de sua comunidade também tem um traço de Cristo e se dirige para Cristo. Resta-nos uma pergunta: Meu carisma já está estampado em meu rosto? Já está bem arraigado em mim?

Como posso saber se o carisma de minha Comunidade já está em mim?

“Provar”
Primeiro é preciso ‘provar’ a vocação. Somente se torna portador do Carisma quem é chamado por Deus para aquela vocação.
“Servir”
Segundo, através do serviço. O serviço, o apostolado, a missão é um transbordamento do carisma através de seus membros. Em cada dia de um missionário, dedicado a Deus, através de um carisma, se realizam várias ações. Por exemplo: a vida de oração, a convivência fraterna e a evangelização. Quando o evangelizador age, reza, prega a Palavra, aconselha, exorta, dele está transbordando o carisma. É no dia a dia que o carisma se manifesta e cumpre a missão que Deus lhe ordenou no mundo.

Conclusão: O Carisma tem um rosto, o seu rosto, por isso, cada membro da Comunidade é responsável pela permanência, duração e perpetuação do Carisma que Deus suscitou.